Instagram começa caça às bruxas e ameaça quem compra seguidores

O Instagram declarou guerra aos usuários que tentam aumentar a relevância de suas contas com o uso de aplicativos que geram seguidores falsos. Quem continuar a usar esse tipo de técnica terá sua experiência de uso do Instagram afetada e pode ter acesso limitado a alguns recursos, de acordo com anúncio da empresa.

A orientação da companhia é de que os usuários que usam esses apps para aumentar seguidores mudem suas senhas e revoguem o acesso deles às suas contas na rede social.

Dono do Instagram, o Facebook, como um todo, está em guerra contra as contas falsas. No último trimestre, 745 milhões de contas foram removidas, informa o MSN.

Além de aumentar a percepção de relevância no Instagram, alguns usuários buscam atingir a marca de 5 mil seguidores, quando passam a ser considerados por agências publicitárias como microinfluenciadores–faixa de influência que chega a até 100 mil seguidores. Com isso, eles passam a receber propostas de colaboração gratuita ou paga com empresas, seja por meio de dinheiro, seja pela oferta de experiências, como refeições gratuitas em restaurantes ou hospedagens em hotéis.

Os aplicativos que aumentam o número de seguidores são pagos e têm preços que variam entre 10 e 45 dólares. De acordo com o TechCrunch, alguns dos mais populares são Archie, InstarocketProX e Boostio.

A luta do Instagram por seguidores reais é uma disputa pela sua própria reputação, uma vez que são os usuários que geram o conteúdo para sua plataforma–e a credibilidade deles está em jogo quando não se pode crer na importância de cada um deles dentro da comunidade.

20/11/2018