HGE, Ambulatórios 24h e Hospital do Agreste atendem mais de 1700 pessoas no Réveillon

Entre os dias 31 de dezembro do ano passado e 1º de janeiro deste ano – feriado de Réveillon –, 1.702 pessoas foram atendidas no Hospital Geral do Estado (HGE), nos três Ambulatórios 24 Horas de Maceió e no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca. O balanço foi divulgado na manhã desta quinta-feira (2) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que gerencia as unidades.

De acordo com dados do Centro de Processamento de Dados (CPD), o HGE, em Maceió, atendeu 607 pacientes nos dois dias do feriado, sendo 266 no dia 31 e 341 no dia 1º. No período foi contabilizada a assistência para 134 usuários vítimas de acidentes casuais. Também foram atendidas quatro vítimas de acidente de trabalho e uma de afogamento.

O HGE recebeu, ainda, 27 vítimas de agressão por arma branca e de fogo, oito de queimaduras e 40 de acidentes de trânsito. Nos dois dias do feriado, 374 pessoas formam atendidas em razão de casos clínicos, 26 procedimentos cirúrgicos foram realizados e ocorreram 57 transferências para hospitais de retaguarda.

Interior – Já no HEA, em Arapiraca, 317 pacientes foram atendidos no feriado de fim de ano. Deste total, foram 88 vítimas de acidentes no trânsito, sendo 80 pacientes de quedas e colisões com motos. O maior hospital público do interior do Estado ainda registrou 63 atendimentos a vítimas de quedas da própria altura e a 12 pacientes que sofreram agressão, sendo sete na modalidade física, quatro por arma branca e uma por arma de fogo.

Também foram contabilizados 12 atendimentos a pessoas com corpo estranho no olho e 10 a pacientes picados por escorpião e/ou mordidos por cachorro. Dos 317 pacientes que receberam atendimento no Hospital de Emergência do Agreste entre a terça-feira (31) e a noite desta quarta-feira (1º), 302 já receberam alta médica.

Pré-Hospitalar – Responsáveis pelos atendimentos pré-hospitalar de urgência, os três Ambulatórios 24 Horas de Maceió atenderam 778 pessoas nos dias 31 de dezembro de 2019 e 1º de janeiro deste ano. No Denilma Bulhões (Benedito Bentes), foram atendidas 313 pessoas; no Noélia Lessa (Levada), 240 usuários receberam assistência e 225 pessoas procuraram os serviços do Dom Miguel Câmara (Chã da Jaqueira).

Ascom 02/01/2020